Festival Durga Puja

Por Lu Fernandes

O festival de Durga Puja é o maior evento religioso para os hindus Bengali, que acreditam que a deusa Durga simboliza o poder e o triunfo do bem sobre o mal.

Durga Puja é uma celebração hindu da Deusa Mãe e a vitória da reverenciada Deusa guerreira Durga sobre o maléfico demônio búfalo Mahishasura. O festival homenageia a poderosa força feminina ( shakti ) no Universo.

A Grande Mãe Durga, “A Inacessível”, era parte de uma tríade de deusas, juntamente com Parvati ou Maya, como donzelas e Uma ou Prisni, como anciãs. Representada como uma deusa guerreira, cavalgando um leão ou tigre e carregando diferentes armas em seus dez braços, ela lutava ferozmente para defender seus filhos divinos e humanos contra demônios e os monstros maléficos. Como ela bebia o sangue dos inimigos, seus altares eram salpicados com o sangue dos cativos de guerra ou de criminosos.

 

Durga personifica o instinto animal da maternidade, a mãe que defende suas crias contra qualquer perigo. Às vezes chamada Shashti, “A Sexta”, padroeira das mães, invocada no sexto dia após os partos para tecer encantamentos de proteção aos filhos e às mães. O sétimo dia após o parto era considerado dia de repouso, tradição antiga que antecede em muitos mitos os deuses criadores como Ahura, Mazda, Ptah, Marduk, Baal e Jeovah, que descansaram no sétimo dia após a criação do mundo.

A função atual de Durga é restaurar a ordem no mundo e a paz nos corações em tempos de crise. Seu Festival na Índia é precedido de purificação, jejum e abstinência. As imagens da Deusa são limpas, purificadas com água dos rios sagrados e decoradas com guirlandas de flores. As pessoas lhe oferecem flores, folhagem, incenso e sacrificam cabras e ovelhas. A multidão canta e dança ao redor das fogueiras em louvor à deusa. No final da cerimônia, algumas imagens são jogadas nos rios como um ritual de purificação. No Nepal, o festival equivalente é Dassehra, que dura quinze dias. Neste período ninguém trabalha e as famílias se reúnem para rituais de purificação e oferendas. Comemora-se a vitória de Durga sobre o demônio quando ela o matou, disfarçado de búfalo.

(Fonte: Anuario Grande Mae - Mirella Faur)

Conheça mais sobre a história de Maa Durga

Como e quando é comemorado?

As datas do festival são determinadas de acordo com o calendário lunar. Durga Puja é comemorado durante os últimos cinco dias de Navaratri e Dussehra . Em 2018, Durga Puja acontece de 15 de outubro a 18 de outubro, seguido pela imersão dos ídolos de Durga em 19 de outubro.

 

Durga Puja é comemorado de maneira semelhante ao festival Ganesh Chaturthi . O início do festival mostra imensas e elaboradas estátuas da Deusa Durga instaladas em casas e pódios lindamente decorados por toda a cidade. No final do festival, as estátuas desfilam pelas ruas, acompanhadas de música e dança, e depois imersas na água.

 

 

Como são os rituais durante Durga Puja?

Cerca de uma semana antes do festival começar, na ocasião de Mahalaya , a Deusa é convidada a vir à Terra. Os olhos são atraídos pelos ídolos da Deusa neste dia, em um ritual auspicioso chamado Chokkhu Daan . Em 2018, isso acontecerá no dia 8 de outubro.

 

Depois que os ídolos da Deusa Durga foram instalados, um ritual é realizado para invocar sua presença sagrada neles em Saptami. Este ritual é chamado Pran Pratisthan . Envolve uma pequena bananeira chamada Kola Bou (bananeira), que é banhada em um rio próximo, vestida com um sari e usada para transportar a energia da Deusa. Em 2018, isso acontecerá no dia 16 de outubro.

 

Orações são oferecidas à Deusa todos os dias durante o festival, e ela é adorada em suas várias formas. Em Ashtami, a Deusa Durga é adorada na forma de uma garota virgem em um ritual chamado Kumari Puja. A palavra Kumari é derivada do sânscrito Kaumarya , que significa "virgem". As meninas são adoradas como manifestações da energia feminina divina, com o objetivo de evoluir a pureza e a divindade das mulheres na sociedade. Acredita-se que a divindade da Deusa Durga desça à garota após o puja.

 

Em 2018, o Kumari Puja terá lugar no dia 17 de outubro.

 

A adoração é concluída em Navami com uma maha aarti (grande cerimônia do fogo), que marca o fim dos importantes rituais e orações. Em 2018, isso acontecerá no dia 18 de outubro.

No último dia, Durga retorna à morada do marido e os estatutos são tomados por imersão. As mulheres casadas oferecem vermelhão vermelho à Deusa e se lambuzam (esse pó denota o status de casamento e, portanto, a fertilidade e o sustento das crianças).

Belur Math em Kolkata possui um extenso programa de rituais para Durga Puja , incluindo um Kumari Puja. O ritual de Kumari Puja foi iniciado por Swami Vivekananda em Belur Math em 1901 para garantir que as mulheres fossem respeitadas.

 

 

 

Dica de ritual para comemoração do Puja de Durga:

- Prepare um altar para Deusa Durga com oferendas; 

- 3 Velas dourada ou amarelas - 1 PARA CADA DIA;

- Dez objetos (cada um representando um de seus braços), incenso de sandalo, flores, uma imagem da deusa e um sino tibetano.

 

Durante os 3 dias, acenda a vela e faça uma meditação transportando-se mentalmente para seu templo dourado e prostre-se diante dela, pedindo-lhe força e coragem para tomar decisões, resolver situações familiares ou profissionais complicadas e realizar as mudanças necessárias, cortando "o mal pela raiz". Veja-se recebendo a força dessa deusa por meio das armas de suas dez mãos; materialize essa força em algum simbolo, imagem ou mensagem. Comemore sua vitoria dançando com Durga, vencendo os monstros do medo e libertando-se das garras da submissão ou humilhação. Peça-lhe para ajuda-la a libertar-se da raiva ou da dor, esquecendo os sofrimentos mas lembrando as lições, para não repeti-las novamente.

Retorne da meditacao e entoe 9x ou 108x (mais completo para dedicação), o mantra ensinado no final do video disponivel acima sobre Durga.

Dev Ma, Durga Ma, Kali Ma, Lakshmi Ma. 

Agradeça.

 

No 3o dia dê um banho na imagem como forma de purificação, agradeça aos pedidos e as bençãos recebidas, leve ela para um local da natureza e deixe la, agradecendo as bençãos e a força dessa Grande Mãe. Se a imagem for de papel, coloque em um saquinho a parte e jogue no lixo. Os materiais de velas também devem ser dispensados em um saquinho a parte.

Após o puja leve um dos objetos do altar a um templo oriental.

 

UM EXCELENTE RITUAL!!!

NAMASTÊ!!!

Por Lu Fernandes:

Luciane Fernandes

Lu Fernandes, como é carinhosamente chamada e conhecida, terapeuta holística, coach espiritual, estudiosa do esoterismo e práticas espirituais, Sacerdotisa na Magia Natural, pertencente ao Grupo de Mestres da Tradição Ser Divino, Facilitadora de Circulo de Mulheres, Mestra em Reiki, Karunya Teramai, na Magia dos Arcanjos e em Harmonização de física e energética das casas, ambientes comerciais e empresariais, utilizando Feng Shui.

Entre seus campos de conhecimentos estão mais de 15 anos de Tarot, Aromaterapia, Numerologia, Baralho cigano, Tarots Terapeuticos, além de Metafísica, Alquimia das Ervas, Cristais, Fitoterapia, Fitoenergética, Cromoterapia, Florais de Bach, Australiano e Radiestesia.​

Dá cursos, faz atendimento presencial e online de Tarot e atendimentos como Terapeuta Holistica restabelecendo a cura fisica e emocional, trazendo sua vida de volta, entrando no caminho da alegria e prosperidade.

Email: terapeutamagica@gmail.com

  • Instagram
  • YouTube
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn

©2020 por Terapeuta Mágica. Orgulhosamente criado com Wix.com